Educação e Formação

Regresso às Aulas - Projetos e desafios

quarta-feira, setembro 14, 2011Teresa Varela

E pronto, acabaram as férias. Está na hora de voltar, outra vez, à escola. Para os pequeninos será uma nova experiência, os primeiros cadernos, os primeiros livros e as primeiras obrigações. 
ISCTE
Pois é, sempre que penso "Livra, já acabei, agora vou poder descansar. Esta é a última vez que volto a estudar", pouco tempo depois, o bichinho começa a roer dentro de mim, e a "loucura" volta. Então transforma-se numa urgência e, quando dou por mim, já me inscrevi noutro curso. 
Foi assim que primeiro fiz um bacharelato em Relações Públicas, anos depois a licenciatura, quase a seguir uma formação de formadores e, depois, o curso de Reiki, as Terapias Alternativas e, agora, um Mestrado em Educação e Sociedade.
Também, ao nível profissional, já fui um pouco de tudo, secretária, professora, "mãe", relações públicas, empresária, gerente de uma loja, decoradora, terapeuta, formadora e, quando a necessidade apertou e a vida me pregou uma partida, vendedora/comercial e operadora de call center.
Acho que o meu problema é gostar de tantas coisas na vida. Comunicação, psicologia, saúde, história, educação e formação, decoração, literatura, pintura, música, viagens, praia, campo, família, pessoas, são todas paixões minhas. E, saber mais é, para mim, uma necessidade permanente. Mas, profissionalmente, não posso negar, aquilo que me deu mais prazer foi ensinar. Ensinar como professora ou como formadora. Ensinar jovens adultos e adultos.
Transmitir aos outros o que sabemos e vê-los despertar para os temas, a querer saber mais, a envolver-se, é algo de profundamente gratificante e, por vezes, emocionante. Aquilo que aprendi com os meus alunos e formandos penso, às vezes, que foi bastante mais do que o que lhes ensinei. 
Talvez, por isso mesmo escolhi este Mestrado e, também, o tema da Dissertação "Iniciativa Novas Oportunidades - O insucesso no RVCC". 
Para quem não está familiarizado com estas designações, esclareço que a INO - Iniciativa Novas Oportunidades engloba todo o tipo de formações dirigidas a jovens e adultos, que não obtiveram Certificações, até ao nível do Secundário, na idade mais comum. Todas elas conferem uma Certificação (escolar e/ ou profissional) e, algumas, a equivalência aos vários níveis do ensino convencional, até ao secundário (12º ano). 
Referencial de Competências Secundário
Educação de Adultos
O RVCC pressupõe, sim, que as pessoas adquiriram competências ao longo da sua vida profissional e social que lhes permitem realizar um PRA- Portefólio Reflexivo de Aprendizagem, do qual, no final da "formação" farão uma apresentação pública, perante um júri, os monitores e coordenadores de RVCC, um avaliador externo e qualquer pessoa que queira assistir ao mesmo. 
E o que vem a ser isto de PRA? O PRA é um documento escrito, no qual cada pessoa conta a sua história de vida (profissional, social, familiar, etc) e, ao mesmo tempo que o faz, é obrigada a realizar um trabalho de investigação, utilizando, particularmente, as novas tecnologias (TIC), por forma a poder dissertar e cumprir os diversos critérios previstos no Referencial de Competências adequado ao nível em que pretende certificar-se. 
Sessão de Júri
Aquilo que pretendo investigar, para a minha Dissertação de Mestrado, são as razões pelos quais as pessoas não terminam este processo. Pois, aparentemente, esta Certificação dar-lhes-ia maiores possibilidades de empregabilidade ou ascensão na carreira profissional, melhor status social e, conforme já constatei, várias vezes, naqueles que terminam o processo com êxito, uma grande satisfação pessoal e aumento de autoestima. Ainda que este, à partida, pareça um caminho relativamente fácil para obter a Certificação, apenas 30% dos inscritos obtém a Certificação. 
Quanto a mim, este é um Processo de Validação e Certificação perfeitamente legítimo e válido, se forem cumpridas todas as diretrizes e critérios que fazem parte do mesmo. 
As utilizações políticas e a necessidade de apresentar "números" podem, no entanto, em muitos casos, desvirtuar e enviesar este processo. 
Contudo, não podemos contestar o irrefutável, os países mais bem sucedidos e competitivos são aqueles em que os seus cidadãos têm habilitações mais elevadas. 
A evolução da ciência e da tecnologia é imparável e incontestável e aqueles que não a acompanharem terão, cada vez mais, dificuldades ao nível da empregabilidade e da competitividade. Educação de Adultos A Educação, a Ciência e a Tecnologia são, hoje, os grandes pilares de desenvolvimento e evolução das sociedades. Além de que, cidadãos mais informados e com maiores conhecimentos, têm melhores hipóteses de fazer boas escolhas. 
“ A educação de adultos (..): é a chave para o século XXI; é tanto consequência do exercício da cidadania, como condição para uma plena participação na sociedade.” in “Declaração de Hamburgo Sobre Educação de Adultos” – UNESCO 1999. 
Envelhecimento da população
O meu projeto pessoal, após a conclusão do mestrado, relativamente à minha vida profissional, prende-se, pois, com a formação e educação de jovens e adultos e com o desenvolvimento e enriquecimento das regiões e localidades mais isoladas, que se encontram em processo de desertificação e envelhecimento, estagnadas ou em processo de "morte", no nosso país. Das quais se destacam, como exemplo gritante, algumas das zonas do interior do Alentejo ou Trás-os-Montes. 
Desertificação populacional - Alentejo
Agora que atingi os 51 anos e após ter andado a derivar profissionalmente, por diversas áreas, penso ser chegada a altura de me dedicar a algo que me apaixona e contribuir, dentro das minhas diminutas possibilidades, para a educação e para o desenvolvimento do nosso país. 
Já não vivemos isolados, vivemos na era da Globalização, do Conhecimento, da Sociedade em Rede. Era esta que nos "obriga" a acompanhar o progresso e a evolução e onde todos temos o direito e o dever de sermos cidadãos de pleno direito, que contribuem para essa mesma evolução. 



Também poderá gostar de ver

2 comentários

  1. Bom regresso à "escolinha", vais conseguir concretizar a tese com sucesso, e alcançar os teus objectivos! Mereces isso e muito mais!
    Beijos Super Te**

    ResponderEliminar
  2. Teresa,
    a sua dissertação vai ser um sucesso.
    Obviamente que vou estar lá no dia da defesa. :P
    Quanto à parte profissional, depende menos de si, e por isso, é uma coisa mais incerta.
    De qualquer forma, fico a torcer para aconteçam coisas boas nesse campo. A Teresa merece.
    Sandra

    ResponderEliminar

Vou adorar ler os seus comentários....
Concorde, discorde, dê a sua opinião...
Volte sempre.
Bem-haja pela sua visita

Popular Posts

PUBLICAÇÃO EM DESTAQUE

PRÉMIOS DE FOTOGRAFIA - ANIMAIS SELVAGENS HILARIANTES - II

PARTE 2 DE 8 Não resisto a partilhar estas imagens fantásticas e divertidas do   "HILARIOUS WINNERS OF THE FIRST ANNUAL ‘COMEDY WI...

recent posts

MY GOOGLE+