Fé e Amor Reflexões

MOMENTOS MÁGICOS III - FÉ E AMOR

domingo, março 04, 2012Teresa Varela

Às vezes vivemos longos momentos de aflição, de dor, de medo, de incompreensão ou de desespero, em que tudo parece tão difícil e complicado que não vislumbramos uma solução ou uma forma de decidir o que devemos fazer.
Há alturas em que julgamos mesmo que não iremos conseguir suportar, que iremos soçobrar. É nesses momentos que nos é pedido o máximo da nossa fé, o máximo da nossa capacidade de enfrentarmos os nossos medos. É nesses momentos, em que julgamos ter atingido o limite das nossas forças,  que pensamos que nunca mais nos poderemos reerguer e que definharemos esmagados por algo contra o qual nada podemos fazer.
Mas os nossos limites estão sempre para lá daquilo que julgamos possível.  Basta que nos reste uma pequena réstia de fé para, na certeza de que não estamos, nunca estivemos, nem nunca estaremos sozinhos, conseguirmos ultrapassar esses limites e ganhar um novo alento e uma nova força para enfrentar a caminhada.

É dançar uma valsa confiando
Nos passos
E nos braços do nosso par.

É ser trapezista voador
E deixar-se cair, em queda livre,
Confiando que as mãos do nosso parceiro,
No último momento,
Nos irão segurar.

Fé é saber que,
Por pior que seja o momento,
O consegues superar.

Fé é sentir que,
Mesmo quando o teu coração parece explodir de dor,
O amor o irá sarar.

É saber que,
Embora o mais difícil seja esperar,
Essa espera, um dia, vai terminar.

É perceber que,
Por mais intrincado que seja o problema,
Se poderá solucionar.

Fé,
É acreditar que,
Mesmo aquilo que nos acontece de mal,
Nos irá  fazer crescer,
Nos fará encontrar um bem maior,
Nos trará uma nova fórmula para viver e amar.
 
Mas, sem Amor,
A fé de nada nos servirá.
Porque aquilo em que a fé crê
Só com Amor se poderá alcançar.

Pois é, a Fé é fundamental, mas se não tivermos Amor, nada conseguiremos.  Porque por mais difícil e doloroso que o momento seja, se não conseguirmos encher o nosso coração de Amor para curar as nossos feridas, acariciar as nossas inseguranças, fortificar a nossa capacidade de aceitação,  enfrentar os nossos medos e perdoar, então a Fé de pouco nos valerá.
E, não nos enganemos, por mais que nos consideremos gente de fé e de amor, por vezes achando mesmo que nos encontramos já num plano superior ao daqueles que caminham ao nosso lado, serão esses quem, sem espavento e com a maior simplicidade, nos mostrarão que, mesmo nos momentos mais difíceis, mesmo quando estar perto de nós era quase insuportável, estiveram sempre ao nosso lado. Muitas vezes silenciosos, muitas vezes sofrendo, mas firmes, como as rochas, no seu amor por nós.
Como diziam os antigos "Não há bem que nunca acabe, nem mal que sempre dure", mas o verdadeiro segredo  é não deixarmos que nem um, nem outro, endureçam o nosso coração e que, mesmo na maior dor, sejamos capazes de perceber que existe e está em nós a felicidade.
Todos os momentos de Amor intenso e incondicional são Mágicos. E eu, sortuda que sou, tive recentemente alguns deles. 
Agradeço e dedico esses Momentos a todos os que amo e que fazem parte da minha caminhada e a todos aqueles que, por qualquer razão, duvidam que seja possível alcançar a felicidade.
Mas não esqueçam, acima de cada degrau, que se sobe, está sempre um novo degrau. A maior ou menor facilidade de o subirmos dependerá sempre do Amor que flui no nosso coração, da fé e do "comprimento da nossa perna".
A dor, tal como o prazer, a tristeza ou a felicidade, faz parte da vida, mas nem sempre a conseguimos aceitar como uma coisa natural. Só quando percebemos que temos que calar as emoções, fazer silêncio e escutar a voz do coração, é que a nossa "perna" ganha comprimento para subir o novo degrau, para alcançarmos uma nova aprendizagem.

Primeira Epístola de S. Paulo aos Coríntios
Capítulo 13
"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse Amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse Amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tivesse Amor, nada disso me aproveitaria. O Amor é paciente, é benigno; o Amor não é invejoso, não trata com leviandade, não se ensoberbece, não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal, não folga com a injustiça, mas folga com a verdade. Tudo tolera, tudo crê, tudo espera e tudo suporta. O Amor nunca falha. Havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos; mas quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; mas o maior destes é o Amor."


Também poderá gostar de ver

1 comentários

  1. Tê amaaada!
    Se não fosse por uma intimação, logo cedo, que uma irmigamada me fez pra ir no blog de outro querido e ler a poesia que ele fez pra mim não leria também essa FÉ ma-ra-vi-lho-sa que escreveu com as pontas de sua alma. Hoje fariam 04 dias sem ao menos abrir o PC...a vontade sumiu e junto com os afazeres da semana (fechamento do cons.)me energia quase que zerou. Nem, blog, nem gmail, nem face, nem nada...fico só querendo cama. Dói-me o corpo, coração e alma...mas sei que novos degraus estão à minha frente e sigo, mesmo cambaleante, a subir. Tempos melhores virão e minha alegria de viver e ser um dia voltará. Enquanto isso, recebo mais essa AMOROSIDADE sua com gratidão eterna!
    Beijuuss n.a.
    P.S: essas letrinhas (agora duas e terríveis de decifrar)acabam com meu humor...afff rsrsrs

    ResponderEliminar

Vou adorar ler os seus comentários....
Concorde, discorde, dê a sua opinião...
Volte sempre.
Bem-haja pela sua visita

Popular Posts

PUBLICAÇÃO EM DESTAQUE

PRÉMIOS DE FOTOGRAFIA - ANIMAIS SELVAGENS HILARIANTES - II

PARTE 2 DE 8 Não resisto a partilhar estas imagens fantásticas e divertidas do   "HILARIOUS WINNERS OF THE FIRST ANNUAL ‘COMEDY WI...

recent posts

MY GOOGLE+