ESTOU APAIXONADA

Hoje, subitamente, apaixonei-me.
Esta ternura apareceu no meu facebook.  Está no canil da Câmara da minha terra, Santiago do Cacém, a 150km de Lisboa.
Mas, se amanhã ainda lá estiver, acho que vou mandar "reservar" e vou lá buscá-la.

Acho que vou faltar à minha "promessa" de nunca mais ter bicho nenhum.
Fiz essa promessa quando a Mini morreu, com uma única ressalva, quando voltasse definitivamente para a minha terra, ou se fosse viver para o monte, então sim teria cães.
Mas, agora apaixonei-me e o amor tem razões que a razão desconhece.


Esta era a Mini. Também foi amor à primeira vista.  Estava numa prisão minúscula, de uma loja de animais, no Centro Comercial Apolo 70, em Lisboa, há 17 anos atrás.  Não lhe consegui resistir.
Era uma ternura, muito meiga, grande jogadora de futebol, ninguém se aproximava dela sem ter que jogar também.
Era simpática, amorosa, mas cheia de personalidade.  Quando contrariada, marcava o território, na sala, nos quartos ou onde lhe desse mais jeito.
Depois, quando era apanhada, encolhia-se toda e fugia para a cama dela.  Então, punha um ar altivo, só nos olhava de lado e punha o nariz no ar. 
Era difícil ficar zangada com ela, porque o seu ar empertigado me dava vontade de rir.

Nesta foto já estava velhota

P.S. Não sei se vou conseguir ficar com o meu novo amor. Acho que já está muita gente interessada. Amanhã logo vos conto.

Comentários