História Lugares Bonitos

LUGARES BONITOS COM HISTÓRIA - CURIOSIDADES - QUELUZ - PORTUGAL VS BRASIL

quarta-feira, dezembro 19, 2012Teresa Varela



Não me canso de dizer, Portugal é lindo e, para um país tão pequeno, tem uma grande variedade de características geográficas, gastronómicas e culturais. A paisagem é muito diversificada,    as casas típicas estão em harmonia com o clima e os recursos naturais das regiões, os sotaques são muito variados, a doçaria é, talvez, a melhor do mundo, os pratos regionais um espetáculo e, de norte a sul do país, as gentes são calorosas e recebem bem os visitantes.
Nunca me canso de "descobrir" "terrinhas" carregadas de história e de regionalismos, nem de me embriagar com o verde, a montanha, a planície ou o mar.
Mas, a nossa "marca", por via da gloriosa Época dos Descobrimentos, encontra-se espalhada por outros continentes, existindo mesmo várias localidades, noutros países, com o mesmo nome de lugares, vilas ou cidades de Portugal.
O Brasil é um país imenso, principalmente se comparado com Portugal, repleto de uma multiplicidade cultural, de gentes de todas as partes do mundo
O cafezinho, o sorriso, o português, falado de uma forma mais doce e cantada, o Carnaval, ou os cantares sertanejos, são uma imagem de marca indissociável do povo brasileiro.
Do pouco que conheço, ao "vivo e a cores", e do muito que conheço, via Internet e televisão, sinto-me à vontade para afirmar: o Brasil é lindo.
E hoje, voltando à nossa marca, ou legado, venho deixar-lhes um "cheirinho" de mais duas localidades, uma no Brasil, outra em Portugal, que partilham o mesmo nome:
QUELUZ


QUELUZ – SÃO PAULO, BRASIL -  


Município situado no leste do estado de São Paulo, na microrregião de Guaratinguetá, com uma população estimada, em 2003, de 9544 habitantes e uma área de 249 km², o que resulta numa densidade demográfica de 38,33 hab/km².
Em Queluz localiza-se parte da Pedra da Mina, ponto mais alto do estado (2798 m), no ponto de encontro das divisas do município com Lavrinhas (SP) e Passa Quatro (MG), e o Pico dos Três Estados (2665 m), que marca o ponto de encontro das divisas estaduais do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.
Serra da Mantiqueira - Pedra da Mina
Queluz teve origem num aldeamento de índios puris, criado no ano de 1800. A aldeia cresceu em torno de uma capela, onde hoje se ergue a igreja matriz. O povoado foi elevado a vila em 1842, passando a município em 1876.
Seu padroeiro é São João Batista e o nome de Queluz foi uma homenagem prestada à família reinante, tendo a localidade recebido o nome do palácio perto de Lisboa.
O município desenvolveu-se com a cultura do café, que aí deixou importantes marcos culturais, como as sedes ainda existentes das fazendas do Sertão, São José, Restauração, Bela Aurora, Regato, Cascata e outras.

Estação Ferroviária

O município conta com várias cachoeiras, como a conhecida Águas da Marambaia  que atrai grande quantidade de turistas no verão.
Águas da Marambaia
O calendário de festas do município é farto, desde abril com a Festa da Moranga e da Mandioca, ingredientes primordiais para o prato típico do município, batizado de "Queluz na Moranga", passando pela Festa de São João em junho - tradicional festa junina, a maior e melhor de todo Vale do Paraíba -, pelo Festival de Inverno em julho, Festa do Doce em Outubro, entre outros eventos realizados pela população e prefeitura.
Os municípios limítrofes são Resende (RJ) a leste e nordeste, Areias a sudeste, Silveiras a sul, Lavrinhas a oeste e Passa Quatro (MG) a norte.

QUELUZ – SINTRA, LISBOA – PORTUGAL

 
Orago: Nossa Senhora da Conceição
População: aproximadamente 30 000 habitantes.
A origem do nome Queluz, segundo David Lopes, deriva do árabe quê ou cã, que significa vale estreito ou leito de rio e lûz ou llûz, que significa amendoeira, tese perfilhada por José Pedro Machado.
Outrora um cenário campestre, de terrenos férteis e muita água, Queluz é hoje a primeira cidade do Concelho de Sintra, um espaço urbano, histórico e uma mais-valia em termos de valor patrimonial.
A Freguesia de Queluz, situada no distrito de Lisboa e a cerca de 12km da capital, abrange uma área de 3.6 Km2 e integra, juntamente com as Freguesias de Monte Abraão e Massamá a Cidade de Queluz, é uma das 20 freguesias que constituem o Concelho de Sintra.
Aqueduto de Queluz
No que respeita ao carácter socioeconómico de Queluz, a freguesia caracteriza-se por uma atividade essencialmente de comércio e serviços, maioritariamente familiares. Existem cerca de 500 estabelecimentos, a par de 3 centros comerciais.
De acordo com os Censos 2001, Queluz tem uma população maioritariamente composta por mulheres. Quanto ao grupo etário, a faixa de idades compreende-se entre os 25 e os 64 anos e a grande maioria dos queluzenses trabalha fora da freguesia e até mesmo fora do Concelho, o que traduz um movimento pendular intenso da população activa.
É em Queluz que se localiza o Palácio Nacional de Queluz e seus jardins, os quais constituem um notável conjunto monumental que apresenta uma vivência intimista da corte portuguesa de Setecentos, ao mesmo tempo que representa momentos de extraordinária relevância histórica e de afirmação do poder real.
Palácio Nacional de Queluz
Apresentar a evolução do gosto da corte nos séculos XVIII e XIX, marcada sobretudo por influências francesas e italianas, quer nos espaços interiores, quer nos jardins, num período que percorre o barroco, o rocaille e o neoclássico, constitui uma vocação essencial deste Palácio, enquanto instituição que privilegia o conhecimento, a interpretação e a fruição de um conjunto monumental de incontornável referência no património arquitetónico e paisagístico português.
Jardins do Palácio
Integrada no Palácio funciona a Escola Portuguesa de Arte Equestre e é a sequência do que foi a Picaria Real, academia equestre da Corte Portuguesa do século XVIII. Encerrada no século XIX mas não extintos os seus ensinamentos e tradição, nunca deixaria de influenciar a maneira de montar em Portugal. 



Também poderá gostar de ver

1 comentários

  1. faz 50 anos que desapareceu uma tia minha com nome de narcisa fonseca borges. se alguem souber de alguma pista por favor me avisa . sua irmã de 91 anos fala muito desta irmã seu nome é maria augusta apelido ( nina) ela era natural de campanha m.g

    ResponderEliminar

Vou adorar ler os seus comentários....
Concorde, discorde, dê a sua opinião...
Volte sempre.
Bem-haja pela sua visita

Popular Posts

PUBLICAÇÃO EM DESTAQUE

PRÉMIOS DE FOTOGRAFIA - ANIMAIS SELVAGENS HILARIANTES - II

PARTE 2 DE 8 Não resisto a partilhar estas imagens fantásticas e divertidas do   "HILARIOUS WINNERS OF THE FIRST ANNUAL ‘COMEDY WI...

recent posts

MY GOOGLE+