Poesia - Sentimento e Razão

OSCILANDO

segunda-feira, janeiro 07, 2013Teresa Varela



Sinto um sentimento, sentido,
Vibrante e oscilante,
Como pêndulo endoidecido.







Rumo traçado,
Pensamento definido,
Deparo-me com o desconhecido.
 



Não, não, é verdade....
Não é desconhecido...
É um retorno constante,
Ao ponto do desequilíbrio.






Porque se pensa a razão,
Decide, programa, projeta...
Logo vem  o sentimento ou, quem sabe,
A emoção, contraria a decisão.
Rejeita a programação
E, solto, desenfreado, inquieto,
Lança a confusão, divide, atrasa,
Produz inércia.
E, numa catarse imensa,
Provoca tumulto, tristeza,
Crise ou negação...


 Envolta numa preguiça imensa,
Realizo, não o projeto,
Não a decisão pensada,
Mas, antes, a produção,
Ébria de sentimento,
Que se liberta e explode,
Numa escrita frenética e desenfreada.


 
Pasmo,
Perante as contradições....
Entre emoções e sentimentos...
Racionalizações e projetos...


Firme mantém-se o propósito...
Enlouquecido o sentimento....
Refreia-me, trava-me, inibe-me
De, no ato da criação,
Fazer, não o que decido,
Mas, sim, o que esse tresloucado,
Como numa possessão,
Determina e permite...

Como posso contrariar o sentimento....
O secreto desejo do meu coração,
Ou a demente procura da mente...
Que frenética se digladia 
Entre o fogo e a segurança,
A razão e o sentimento...

Como posso vencer a possessão...?
Como posso negar esse ser,
O leão, encarcerado, que vive 
No meu coração....?


  Fotos de Blessed Universe

Também poderá gostar de ver

0 comentários

Vou adorar ler os seus comentários....
Concorde, discorde, dê a sua opinião...
Volte sempre.
Bem-haja pela sua visita

Popular Posts

PUBLICAÇÃO EM DESTAQUE

PRÉMIOS DE FOTOGRAFIA - ANIMAIS SELVAGENS HILARIANTES - II

PARTE 2 DE 8 Não resisto a partilhar estas imagens fantásticas e divertidas do   "HILARIOUS WINNERS OF THE FIRST ANNUAL ‘COMEDY WI...

recent posts

MY GOOGLE+