Outono; Purificação; Renovação; Vida

OUTONO

sexta-feira, setembro 27, 2013Teresa Varela

 




Chegou o Outono 
Com ele vieram as chuvas
Que apagaram os fogos..


Pelo meu corpo ressequido
Escorrem vagarosos, como lágrimas,
Riachos de água pura e cristalina.
 

Depressa, a força da água,
Transformar-los-à em enxurrada
E todos os pecados dos homens
Serão purificados.

.
O calor afasta-se pesaroso
Mas a terra rejubila 

Em tons de verde, dourado, amarelo, castanho e vermelho escuro.

O vento ruge, poderoso,
As folhas caem das árvores
E dançam, rodopiando,
Como crianças travessas,
Quase enlouquecidas.

Mais uma vez, a Natureza se renova.
Sacudindo a poeira dos cabelos,
Inspirando com profundidade,
Acorda, refresca-se
E, cheia de energia,
Diz sim à Vida.

Eu, Mulher Árvore, 
Metamorfoseio-me,
Unindo-me, em estreita simbiose,
Com a Terra.

Um dia serei Velha,
Gasta e decrépita,
Mas, serei Mulher,
Serei Árvore
E morrerei de Pé...


Também poderá gostar de ver

0 comentários

Vou adorar ler os seus comentários....
Concorde, discorde, dê a sua opinião...
Volte sempre.
Bem-haja pela sua visita

Popular Posts

PUBLICAÇÃO EM DESTAQUE

PRÉMIOS DE FOTOGRAFIA - ANIMAIS SELVAGENS HILARIANTES - II

PARTE 2 DE 8 Não resisto a partilhar estas imagens fantásticas e divertidas do   "HILARIOUS WINNERS OF THE FIRST ANNUAL ‘COMEDY WI...

recent posts

MY GOOGLE+