Cores; Púrpura

PÚRPURA

sábado, setembro 27, 2014Teresa Varela


Púrpura nunca foi uma cor que me atraísse particularmente. Talvez por a associar  à dor, à morte e à maldade humana, personificadas nas vestes tristes da Nossa Senhora da Dores, e a padres barrigudos, vestidos a preceito, em dias  de comemorações litúrgicas. 

Por qualquer razão, relaciono essas comemorações com o Inverno, com dias húmidos e chuvosos e com uma essência única feita de uma 
mistura de cheiros,  humidade, velas meio consumidas, incenso, vinho, naftalina, proveniente dos abafos, guardados conscienciosamente, durante as estações mais quentes, protegidos das traças por essas bolas brancas de nauseabundo odor, e da fragrância resultante da miscelânea dos diferentes perfumes e pós de arroz, muitos deles de qualidade e aroma duvidoso, usados pelas senhoras.
A cor púrpura pesava-me como algo triste, pardacento, húmido, de odor excessivo e pegajoso. O filme com o mesmo nome, de 1985, com toda a sua carga de dor, violência, injustiça e sentimento de perda, não contribuiu em nada para que esta se me tornasse mais agradável.

No entanto, nos últimos tempos, sem que saiba bem o que o motivou, a minha perceção da cor púrpura tem vindo lentamente a mudar. Passei a achá-la elegante e profunda e a associá-la a espiritualidade, conhecimento e sabedoria.


Na verdade, púrpura (ou roxo) designa um leque de tons entre o vermelho e o azul. Obtém-se misturando estas duas cores primárias, não havendo consenso em relação aos tons que podem ser considerados púrpura. Ao nível da retina existe uma diferença de sensibilidade, ao vermelho e ao azul, que varia de indivíduo para indivíduo, a qual é causadora dessa discórdia.


"...Púrpura transmite a sensação de prosperidade, nobreza e respeito. Púrpura equivale a um pensamento reflexivo e místico. O profundo mistério que a cor evoca pode promover sensações de tristeza e melancolia caso a pessoa conviva demais com o púrpura.
Púrpura deriva do latim purpura, molusco do qual se extraía o corante vermelho pendendo para o roxo, chamado em grego porphyros. Esse pigmento era tão caro que se reservava inicialmente apenas às vestes imperiais e depois a algumas eclesiásticas. Daí vem o significado nobre, clerical e portanto, místico da cor.

O púrpura significa espiritualidade e intuição, portanto é uma cor que simboliza o mundo metafísico. É a cor da alquimia e da magia. Ela é vista como a cor da energia cósmica e da inspiração espiritual. A cor púrpura é, segundo místicos, excelente para purificação e cura dos níveis físico, emocional e mental. Ajuda a encontrar novos caminhos para a espiritualidade e a elevar nossa intuição espiritual.
Púrpura simboliza respeito, dignidade, devoção, piedade, sinceridade, espiritualidade, purificação e transformação.


O púrpura representa o mistério, expressa sensação de individualidade e de personalidade, associada à intuição e ao contacto com o todo espiritual. É aconselhável para locais de meditação."  in Significado das Cores


A cor púrpura é uma cor não espetral, obtida pela mistura de duas cores primárias. É uma cor intensa e forte, à qual é impossível ser-se indiferente, que, se usada em excesso, se pode tornar cansativa, ou mesmo irritante.
As minhas cores preferidas foram mudando, um pouco, ao longo do tempo. Tanto quanto me lembro, o azul foi a minha primeira paixão.
Habitualmente, não me visto com tons muito claros, particularmente se for uma peça de roupa, camisa, blusa ou vestido, que fique junto ao rosto, a não ser que esta esteja a fazer contraste com outra peça de uma cor forte. À exceção do branco, as cores/tons muito claras, em pessoas que não sejam muito morenas, dão, normalmente, um aspeto deslavado e doentio.
Mas, evidentemente, a escolha de cores que fazemos para nos vestir não  é a mesma que fazemos quando compramos um carro ou para a pintura das paredes de uma casa, nem para os diferentes móveis e adereços que nela colocamos, pois obedecem a diferentes critérios.
Tenho uma verdadeira paixão pelo laranja, o ocre, o vermelho e o preto. Na decoração, também gosto de contrastes entre o branco e o verde ou o azul. Mas, não dispenso, de forma alguma, os castanhos nobres e naturais do mobiliário de madeira.
De facto, ainda que não goste de todos os tons, gosto de todas as cores. As minhas preferências prendem-se mais com a utilização que lhes vou dar, do que cor em si mesma.
Por uns dias, este blog será púrpura. É uma forma de dar as boas vindas a uma nova cor de eleição, na minha vida
   





Também poderá gostar de ver

0 comentários

Vou adorar ler os seus comentários....
Concorde, discorde, dê a sua opinião...
Volte sempre.
Bem-haja pela sua visita

Popular Posts

PUBLICAÇÃO EM DESTAQUE

PRÉMIOS DE FOTOGRAFIA - ANIMAIS SELVAGENS HILARIANTES - II

PARTE 2 DE 8 Não resisto a partilhar estas imagens fantásticas e divertidas do   "HILARIOUS WINNERS OF THE FIRST ANNUAL ‘COMEDY WI...

recent posts

MY GOOGLE+