Cansaço: Paragem; Tempo;

FUGA

quinta-feira, novembro 27, 2014Teresa Varela

O tempo foge
Quero travá-lo,
Ou mesmo pará-lo.
Como na fotografia que congela o momento.

Tanto quero fazer 
Os minutos escorrem-me dos dedos
O cansaço das noites, não dormidas.
As dúvidas de ser capaz.

Urge que termine a tarefa,
Cabeceio sobre as letras 
Que me fogem dos dedos
Perdidas do pensamento
Que, embora, vivo,
Dorme.

O cansaço invada-me…
A dúvida assalta-me.
Quanto me falta fazer?

Afinal, será que vale a pena?
Tanto esforço, tanta busca,
Tanta tentativa e erro.

Desiste…
Sussurra-me  uma voz familiar.
E, o teu compromisso?
Questiona-me outra voz bem conhecida.

Faltam-me as ideias, as palavras,
O tempo, algumas técnicas…
Então, por um breve instante,
Venho falar convosco.
Confesso-me…
Procuro o ombro reconfortador
De todos vós, meus leitores desconhecidos.


Também poderá gostar de ver

0 comentários

Vou adorar ler os seus comentários....
Concorde, discorde, dê a sua opinião...
Volte sempre.
Bem-haja pela sua visita

Popular Posts

PUBLICAÇÃO EM DESTAQUE

PRÉMIOS DE FOTOGRAFIA - ANIMAIS SELVAGENS HILARIANTES - II

PARTE 2 DE 8 Não resisto a partilhar estas imagens fantásticas e divertidas do   "HILARIOUS WINNERS OF THE FIRST ANNUAL ‘COMEDY WI...

recent posts

MY GOOGLE+