Poesia

As Time Goes By

segunda-feira, novembro 21, 2011Teresa Varela


O Tempo passou voando,
Entre os tempos de uma valsa e de um tango,
Deambulando na mesma balada.

Sem rumo certo parti,
Atraquei em cada cais,
Com a firmeza dos finais.

Mas, depois, novamente parti.
Reclinei-me na amurada.
Fui apaixonadamente beijada,
Pelo vento, pelo sol
E por quem eu quis.

Fui Teresa da praia.
Fui rainha, fui princesa,
Fui mulher e fui amante.
Fui crescente e fui minguante.
Mas nunca abandonada.

Agora que entardeço,
No Amor me reconheço.
Ele foi meu princípio,
Minha bússola, meu sextante,
Meu porto de abrigo,
Minha única certeza,
Minha força, minha garra,
Minha cruz e meu estandarte,
E, será meu Fim.



Também poderá gostar de
GOSTO
VIDA
SILÊNCIO
BEIJO

Também poderá gostar de ver

1 comentários

  1. Noooossa Tê, que lindeza! Foste Teresa da praia...e tantas outras...E o mais importante: jamais abandonada. Amor é sempre o que nos move, seja por um, por muitos ou por nós mesmas.
    Beijuuss n.a.

    ResponderEliminar

Vou adorar ler os seus comentários....
Concorde, discorde, dê a sua opinião...
Volte sempre.
Bem-haja pela sua visita

Popular Posts

PUBLICAÇÃO EM DESTAQUE

PRÉMIOS DE FOTOGRAFIA - ANIMAIS SELVAGENS HILARIANTES - II

PARTE 2 DE 8 Não resisto a partilhar estas imagens fantásticas e divertidas do   "HILARIOUS WINNERS OF THE FIRST ANNUAL ‘COMEDY WI...

recent posts

MY GOOGLE+